Ressentimento

Guardar ressentimento é tomar veneno e esperar que o outro morra.


Vamos falar um pouco sobre os sentimentos que nos aprisionam e não nos deixam seguir em frente. Sobre o RESSENTIMENTO:


A origem do ressentimento é a raiva. A raiva é um sentimento instintivo que precisamos como seres humanos para sobreviver. Porém, apenas em estado de instinto. Quando você se identifica com a raiva, alimenta ela. Assim, ela vira ressentimento.


Ressentir é tornar a sentir, é sentir muito. Toda vez que nos sentimos ofendidos, estamos entrando em contato com o ressentimento. Seja essa ofensa consciente ou inconsciente, provocada ou acidental, o ressentimento é criado a partir de como a pessoa se sente e recebe tal ofensa.


Quando uma pessoa mantém o ressentimento em seu coração, com o tempo, vai deixando de amar todas as outras pessoas, uma vez que o ressentimento é a raiz do ódio que instala em seu sistema.


Sendo assim, no momento que a gente ressente alguém ou alguma situação, nós criamos conexões neurais que, para mantê-las e manter esse sentimento armazenado no nosso sistema, gastamos muita energia. Além de nos manter presos num passado que não faz mais sentido. 


Todas as vezes que sentimos em nosso íntimo o ressentimento, significa que existe em nós um amor machucado, um amor ferido ao qual precisamos resgatar para estarmos inteiros, confiantes em nos mesmos. Se esse resgate não for feito, seguimos a vida sem um pedaço nosso, incompletos. Mais do que isso, como vibramos a situação do ressentir, iremos atrair mais disso para nossa vida.


Se livrar dos ressentimentos é nos libertar e estar inteiros com quem nós somos em essência. 


3 visualizações

Brooklin - São Paulo, SP

Tel/Whatsapp: (11) 98601-2112

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon

© 2019 por Nathalia Palota Consultoria de Marketing. Criado com Wix.com